13 de fev de 2012

Mais forte que minha alma



Palavras como gelo
Cortantes como o vento
Em uma muralha no inverno
Sentimentos que se misturam
Pensamentos que regam
Como a agua que corre no rio
Não volta
Como as folhas caídas no outono
Não voltam para os galhos
Como a natureza se transforma
Sentimentos que confundem
Sensações que não acho explicações
Olhar que conheço
Longe para alcançar
Não há como mudar
Não me reconheço
Mais forte que minha índole
Mais forte que minha alma
14.01.12

L.T.