8 de fev de 2015

como um toque de vida



olho o mundo em minha volta, buscando algo para gostar, as marcas do tempo me fazem bem, olhando por minha janela vejo o horizonte bloqueado por arvores, portas, janelas, paredes e telhados, mas ainda ouço o canto dos pássaros, logo em frente um ninho de pombo que hoje é agradecido por um pequeno gesto, o vento sopra em meu rosto, como um toque de vida, sussurrando "aproveite".
R.M.