27 de mai de 2011

Bicho-pau



Encontrei nas teclas do meu notebook uma forma de expressar meus pensamentos, ainda vou encontrar um jeito de colocar nas palavras sentimentos e afirmações.

Incrível como podemos procurar uma resposta para fatos e coisas que não conhecemos, demoramos demais para nos desligar das coisas materiais, das pessoas, das escolhas e demoramos demais para nos ligar nas coisas materiais, nas pessoas, nas escolhas isso mesmo não da pra pensar sempre em tudo, a vida é muito mais que uma seleção de relações de afazeres e metas a serem atingidas, mas não pense que sentar e chorar ira resolver qualquer problema ou amenizar tua dor, ah os que sentam e chorar e os que levantam e fazem, uma frase antiga, tragédia é a bicho-pau que estava andando perdido numa selva, quando de longe vê uma linda bicho-pau, lá vai ele em seu charmoso andar de bicho-pau até o seu destino encontrar quem de longe avistou, e ao chegar diz: oi linda eu me chamo... ops que merda é um galho!

Menino sentado em sua classe, onde cursa a 4º série na escola pública do bairro, onde nasceu e sempre morou, a professora de história mora no final da rua, é mãe de um dos amigos da turma, lendo o livro que é emprestado pela escola no inicio do ano letivo e deve ser devolvido no final do ano para que outra criança possa utilizá-lo , ali folhando estas páginas da história mundial ele se depara com a torre de pisa, o mar negro, as pirâmides do Egito, a torre eifeel, entre outras maravilhas do mundo, em seu mundo, que se limita a informações diárias de nada alem do cotidiano do ir e vir da escola e o convívio com pessoas do bairro, não imagina que tudo aquilo que vê e lê em livros é um mundo real, e não imaginário o qual muitas pessoas se deslumbram ao verem fotografias de lugares que estão ali, alguns a poucas centenas de kilometros outros sim a milhares, mas e por que deve existir este limite, todos deveriam ter o poder e a possibilidade de conhecer estes lugares, culturas diferentes, socializar-se fora da rede, que existisse realmente um mundo onde as pessoas pudessem se confraternizar em todas as raças e crenças, pergunte a uma pessoa que tenha pouca renda mensal, a qual depende de seu sustento a sobrevivência, o que você gostaria de fazer se tivesse disponibilidade financeira, se não lhe faltasse nada? 99% das pessoas irão responder que iriam viajar muito, conhecer muitos lugares, iriam viver viajando, então ai esta, todos tem sede de conhecimento, de fazer parte da história, não queremos ler sobre lugares com praias de areia branca e águas de azul cristalino, selvas e savanas repletas de animais selvagens, isso é cultura gerando cultura, que mundo seria aquele que nele homens de vasta cultura cultivassem suas terras, uma utopia, John Lennon já dizia, um mundo igual a todos, e levou um tiro de um fã, você entende isso? Não da! Claro que não da pra entender, ai vem a psicanálise, Freud e tudo se explica.

A ignorância esta sendo transmitida pelos gens.

Ser ignorante é confortável, da votos e enriquece muitos.

Sorte tem o bicho-pau que sua maior preocupação é ficar perto dos galhos para escapar dos predadores.
R.M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!