22 de nov de 2015

“Déjà vu”





Hoje, acordei mais uma vez para a vida
Vida a qual todos os dias me presenteia com novas oportunidades
Dos sonhos da noite a realidade do dia
Sonhos que se tornam realidade
Realidades que são como sonhos

Não podemos refazer um dia que passou
Mas podemos fazer deste novo dia
O início de um novo fim
Com um novo começo
Com novos sonhos transformados em realidade

Aprendi que a nostalgia é maligna ou benigna
E só depende de você
Recordar é bom
Aprender é necessário
Reviver é escolha

E escolhi não voltar ao passado
E sim criar um novo futuro
Futuro de paz
Alegrias
Promessas cumpridas
Comprometimento
Palavras de valor
Entregas
Metas claras
Cuidar-me mais
Corpo e alma
Amar somente e simplesmente por amor

Se recordar do passado é nostalgia?
Como chamo o recordar do futuro?

           “Déjà vu”

E quando a certeza, que o sentimento é maior
           “Déjà sentí”

Então que o futuro se faça sorrindo
Que cada dia acorde sentindo
Que viva os próximos 100 anos
Recordando o passado e lembrando do futuro
Vivendo cada momento
Não como se fossem os últimos
E sim como se fossem os únicos

R.M.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!