30 de set de 2011

onde quer que seja eu me perdi



onde quer que seja eu me perdi
quando nos perdemos não conseguimos nos encontrar, precisamos ser resgatados.
Tudo depende pra onde a maré esta te levando, sempre que um barco fica a deriva seu destino final seguro que será as margens de algum lugar, o problema é que os continentes são distintos e muitas vezes você pode ir alem do horizonte, sabemos que o mundo não é quadrado, fato que é bom pois assim sei que um dia o barco vai encalhar, seja aqui perto ou a mil léguas, a margem de uma praia bela, de águas tranqüilas, claras, repleta de uma beleza que enche os olhos e o coração ou em pedregulhos, em uma praia de cascalhos, repleta de sangue sugas e o infernal zumbido de mosquitos.

assim é a vida!
quando nos perdemos, temos a chance de nos encontrar ou continuar no limbo, sorte daqueles que são resgatados.
incrível como somos sujeitos as ações do tempo, tempo este que nos ensina, nos marca, tira, nos esnoba, vícios se tornam lembranças, amigos são divididos igual ao seu material usado de uma escola pública, você troca a capa e deixa para o próximo.

mas para mim mentira pequena é mentira!
sejam a verdade boa ou ruim, sempre escolhi ouvir palavras que me derrubem e ofendam a lindas mentiras.
Mentira pra mim é mentira.
todos carregamos vícios, manias, receios, segredos, amores, magoas, experiências ruins, mas a mentira já faz parte do ser, "mentir só um pouquinho não faz mal", "ah eu menti por que não queria magoar", "eu menti por que não sabia como dizer", "ele nunca vai saber", essas são as mais comuns desculpas do mentiroso, mas as pessoas não entendem que a pior mentira é aquela dita a si mesmo, quando mentimos seja o que for ou para quem for estamos é enganando a nós mesmo e ai um dia perdemos a noção de quando começou e como fazer para parar.
sim eu também minto.
minto quando digo que acredito.
mas hoje repito: "faça tudo mas nunca minta, nem que seja a mais simples mentirinha, não minta, pois ai o encanto se perde",
e adivinha?
este nunca mais volta.
então é isso, me perdi!
o barco ta a deriva, onde será que vai parar agora?
sabe quando você quebra aquele vaso de cristal lindo?
e por mais que você cole ele pedacinho por pedacinho, nunca mais fica o mesmo
é como jogar um saco cheio de penas no alto de uma montanha e depois querer juntar todas.......... impossível.
assim é para mim o encanto (um vaso de cristal, uma sacola de penas)


R.M.

Um comentário:

  1. epaaaaaaaaa parando, conheço não, conheço gente que cai e se levanta porque a força de dentro é maior, bem maior.
    Ahhh Rô vaso que quebra, não tem mais jeito, acho que por isso nem acredito em chance num retorno de uma relação, por que acho que se ouve uma quebra na confiança depositada, pelo menos comigo nenhuma chance de se voltar atrás se tem.
    vc é dificil? ou faz parte dos diferentes? por não aceitar o que pra muitos é normal e corriqueiro.
    entra na fila rsss, somos muitos, graças a Deus.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!