2 de ago de 2013

Saudades da tua companhia.


1, 2, 3,
Testando,
alo, alo

Essa é mais uma historia que nasceu com a saudade
lembranças de um tempo
que somava os poucos anos da minha vida

Lembro dos almoços de fim de semana
a família reunida numa roda de chimarrão
todos rindo e contando seus causos
Aguardando o momento que o assador gritasse;
pra mesa todo mundo! vamos gurizadas todos pra mesa!

A mesa dos adultos, as brincadeiras dos primos, a coca-cola dividida
todos alegres sem saber o que o futuro iria trazer
mas certos da sobremesa maravilhosa que estava por vir

A família se divide,
amigos que não veremos mais,
ai chega a perda IRREPARÁVEL que traz uma dor insuportável
a triste e amarga certeza que não viveremos mais aqueles dias
acompanhado ao vento que traz a saudade
de Ti minha Mãe
meu orgulho e exemplo de vida

Ainda acordo aos domingos querendo te ligar
só pra ouvir sua voz dizendo;
Saudades filho, quando vem me visitar?

Dei valores e prioridades que nada trouxeram na vida
Quando o mais importante deixei de lado
família e amigos troquei
para estar um pouco em cada canto
sem perceber que já havia perdido
os contos de domingo.

Hoje bateu a saudade e me vi em mais um canto, longe
daqueles que minha falta irão cantar
pois como Pai estou a falhar

Para os meus Filhos um domingo como eu tinha, gostaria de dar

Mas a vida nos separou mas essa é outra música
para cantar nossas saudades.

Reveja sua prioridades
Antes que a vida lhe ensine a chorar.



R.M

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!